Você está em: brasil/
  • Eleição sem Lula trará mais instabilidade ao país,avalia líder do PT

  • O líder do PT na Câmara dos Deputados, Paulo Pimenta (RS) , avaliou que uma eleição sem o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva levará a um contexto de maior falta de representatividade e resultará numa crise institucional no país.
    Para o deputado, os índices de votos brancos e nulos, já elevados segundo as pesquisas, tendem a aumentar ainda mais caso Lula seja impedido pela Justiça de concorrer ao Palácio do Planalto em outubro deste ano
    "Não deixar Lula concorrer é mergulhar o país em uma crise institucional", disse Pimenta à Reuters.
    "Hoje, setores da sociedade já começam a fazer esse cálculo", afirmou. "A tendência, independentemente de quem emerja desse pleito, é que o país entre em uma crise aguda."
    O deputado reafirma a disposição do PT de tentar a candidatura do ex-presidente, mas a recente condenação do petista no Tribunal Regional Federal da 4ª região no caso do apartamento tríplex dificulta suas pretensões eleitorais.
    "Em uma disputa que eles consigam tirar o Lula, não tem como reconhecer essa eleição. Não terá legitimidade, não terá ressonância em um setor importante da sociedade", avaliou.
    Pesquisa Datafolha divulgada no final de janeiro aponta que Lula mantém a liderança nas intenções de voto em todos os cenários que participa. Quando seu nome é retirado, a fatia dos entrevistados que declara voto branco, nulo ou em nenhum candidato chega a um terço dos eleitores.
    "O Brasil precisa de um novo pacto, e ele só se legitima pelo voto", defendeu o líder do PT. "Enquanto isso não ocorrer, a tendência é que a crise se agudize".













    Fonte:Reuters