Você está em: brasil/
  • Estado intensifica vacinação contra febre amarela a partir de amanhã

  • Atualmente, a cobertura vacinal no Estado de São Paulo contra a febre amarela é de 71,6%, conforme última atualização do governo estadual. Pensando no número e em aumentá-lo, a partir de amanhã a Secretaria de Estado da Saúde inicia a campanha de vacinação contra a doença, em todo o território paulista, que vai até o dia 12 de julho. Em Presidente Prudente, a VEM (Vigilância Epidemiológica Municipal) vê como “tranquila” a situação da patologia.
    À reportagem, a supervisora do órgão, Elaine Bertacco, lembra que, uma vez que a região faz fronteira com outros Estados, como o Mato Grosso do Sul, a população já é imunizada desde os nove meses anos de idade. “Aqui no nosso município não tem problema. Mas quem precisa se imunizar deve procurar, mas no procedimento normal, rotineiro. Essa intensificação é mais por conta das outras localidades”, completa.
    Mas para quem possivelmente buscar a imunização, a pasta estadual lembra que devem consultar o médico sobre a necessidade da vacina os portadores de HIV positivo, pacientes com tratamento quimioterápico concluído e transplantados. “Não há indicação de imunização para grávidas, mulheres amamentando crianças com até 6 meses e imunodeprimidos, como pacientes em tratamento quimioterápico, radioterápico ou com corticoides em doses elevadas [como, por exemplo, lúpus e artrite reumatoide]. Em caso de dúvida, é fundamental consultar o médico”, complementa a secretaria.
    E como é válido lembrar, e ressaltado pelo governo estadual, todo o território já tem recomendação da vacinação contra a febre amarela, devido à circulação do vírus silvestre. “Nos dois últimos anos [2017-2018], mais de 21 milhões de pessoas foram vacinadas contra febre amarela em São Paulo, número três vezes maior que o total de doses aplicadas na década anterior - 7 milhões de pessoas foram imunizadas entre 2006 e 2016”, argumenta.
    Balanço
    A título de informação, em 2019, foram computados 66 casos autóctones de febre amarela silvestre confirmados no Estado e 12 deles evoluíram para óbitos, conforme atualização do governo até 3 de junho. Já em 2018, o número chegou a 504 autóctones, em várias regiões do Estado. Destes, 176 evoluíram para o óbito.
    Serviço
    No dia 29 de junho, também ocorrerá o “Dia D” de vacinação, quando os postos funcionarão também no sábado, das 8h às 17h.













    Fonte:Jornal O Imparcial